Skip to main content

Sanear significa limpar o que sujamos. Estamos fazendo isto?!

d60ca497-c621-4833-a410-a9c19c596a0cSaneamento significa: limpar o que nós sujamos, como por exemplo a água doce. Desde que o mundo existe, a quantidade de água doce é a mesma, apenas 3,5% de toda água existente no Planeta Água. Nós não inventamos água, mesmo assim, coletamos a água doce, usamos para lavar, beber, irrigar, nas indústrias. Por exemplo, para fazer um litro de coca cola, gastamos, em todo processo, mais de 70 litros de água, depois devolvemos a água suja para que a natureza limpe, se ela conseguir.

Seria bom se, depois de usarmos a água – antes de devolve-la para natureza, tratássemos e limpássemos o que sujamos. Com isso, evitaríamos doenças de veiculação hídrica. Belém, é uma cidade com mais de 400 anos, trata apenas 7,5% dos esgotos. No último dia (24), deste mês, pela primeira vez, uma autoridade de Brasília, veio a público dizer que tem dinheiro para saneamento, o que não tem são bons projetos.

O que me diz o Instituto Federal com sua cadeira de saneamento? A Ufpa e a engenharia de saneamento? Estes profissionais deveriam aproveitar esta deixa e fazer um esforço concentrado para cobrar que os nossos prefeitos paraenses se habilitassem  a receber recursos com bons projetos. Mais uma vez o que suspeitávamos foi comprovado: o país é rico, tem muito dinheiro, mas não tem bons administradores para fazer acontecer. Esta realidade só vai mudar quando soubermos votar certo. Escolher os candidatos pela sua proficiência, currículo e capacidade comprovada de administração. Claro, que não é só isto que precisamos avaliar para votar, boa vontade, honestidade e competência histórica do candidato. também são de extrema importância, para que, tanto dinheiro assim, sejam empregados no que realmente precisamos.

zecarlos

Advogado, pós-graduado em Direito Ambiental, especialista em povo, principalmente o povo paraense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *