Skip to main content

O Círio e a manifestação de Jader Barbalho

Bragança está em Festa, é o Círio em homenagem a Nossa Senhora de Nazaré, bela manifestação de Fé.
O Diário do Pará acabou de chegar em casa, está sendo distribuído gratuitamente, e trás uma publicidade do ex-deputado Jader Barbalho estranhando a reação à carta que ele enviou à residência de cada um dos Ministros e acusando, não sei quem, de ter armado uma articulação para entregar o mandato de senador a Paulo Rocha. Jader é advogado e, como tal, conhece as formas previstas para manifestação das partes, mandar carta para residência do juiz do feito!? Juro que não conhecia este ato processual. Se a moda pega, os juízes do interior, coitados, vão ter que contratar assessor só para despachar este tipo de peça recursal! Quanto as articulações a favor de Paulo Rocha carece de elementos, pois Dias Toffoli seria o primeiro a estar nela e não estava. Tirar mandato no “tapetão” Jader é mestre nesse assunto, lembrei-me de muitos prefeitos que sofreram desta violência aqui no Pará e em especial de como uma articulação de Jader roubou o mandato de Celso Leite em Bragança.
Deixa a política para lá, vamos ao que interessa. O Círio Bragantino deste anos é dedicado ao meio ambiente e não havia oportunidade melhor, somos sete bilhões de filhos de Set no Mundo e Bragança faz parte de um ecossistema complexo que é o mangue , mas tem os campos de natureza e também a área de terra firme onde se planta mandioca e feijão. Diante de tanta exuberância, assusta a irresponsabilidade com que tratamos tamanha riqueza natural. Lixo ainda é jogado a céu aberto, esgoto não é tratado, a cidade avança sobre o mangue e o estoque pesqueiro vem sendo esgotado a passos largo.
Ao lado de um meio ambiente belo e complexo, Bragança tem um patrimônio cultural incrível. Ainda pouco vi um grupo de cavalheiros e amazonas chegando para homenagear a Santa. E não são aqueles de final de semana não, estas pessoas usam as montarias cotidianamente.
Logo mais, após a Missa, teremos o belo almoço, as festas em família e as confraternizações de amigos, de clubes, e de políticos.
Havia uma festa programada para ser à festa, estava tudo pronto por aqui, boi separado, sitio arrumado, chope e aparelhagem contratados, mas infelizmente sobrou apenas o lamento. Fica para o próximo Círio.

zecarlos

Advogado, pós-graduado em Direito Ambiental, especialista em povo, principalmente o povo paraense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *